Posts Tagged ‘cinema’

Enfim! Zooey Deschanel e seu primeiro papel gay no cinema.

Junho 10, 2010

Zooey e a namorada fancha

Eu não sei de vocês, mas eu me casaria com a Zooey, oh hell yeah! Zooey, além de ser cat, é vocalista de uma banda adorável  (She and Him) e só participa de projetos legais.  Musa de filmes indie, vale conferir o trabalho dela (entre outros)  em Almost Famous (Quase famosos – 2000), Guia do Mochileiro das Galaxias (2005),  Yes Man (Sim, senhor – 2008) e o já clássico 500 Dias Com Ela (2009) onde Zooey aparece no melhor estilo heartbreaker.  Ela toca teclado, percussão, banjo (<3) e ukelele, é compositora, já cantou em vários de seus filmes. Apesar de ter nascido na California tem uma mega cara de francesa perdida, como não se apaixonar?  Algumas amigas hétero sempre comentam que animariam alguma coisa se fosse com ela, rs.

O que faltava no currículo era, realmente, um papel gay.  Pois bem, a espera terminou… em termos. No seu próximo filme “My idiot brother” Zooey e Rashida Jones (tb muito gata) serão namoradas.  Apesar da cara de boazinha, neste filme, parece que Zooey dará um certo trabalho pra namorada Rashida.

Segundo o site Cinema em Cena, as filmagens começam no próximo mês, em Nova York, sob o comando de Jesse Peretz. A previsão de lançamento é para 2012. No filme, Paul Rudd (que eu tb adoro)  vai interpretar o tal irmão idiota, que tem que lidar com sua mãe, uma megera autoritária e intrometida.

Agora é esperar mesmo, torcendo pra colocarem cenas hot de sexo e vários beijos. Não é mesmo? rs

Do Começo ao Fim

Outubro 23, 2009

docomecoaofim_3

Já ouviu falar ou tá louco pra ver o filme ” Do Começo Ao Fim”? Bem vindo ao clube.  Esse longa (brasileiro?) do mesmo diretor de  “Um Copo de Cólera”  – Aluízio Abranches – mostra uma relação mais que íntima entre dois irmãos.  E quem achava que existiam temas que são tabus demais para virarem filmes aqui no Brasil, pode esperar pelo menos mais alguns longas com temáticas homossexuais até o ano que vem. Um exemplo é “Como Esquecer” com a Ana Paula Arósio e Murilo Rosa, que vivem personagens assumidamente gays.

Estamos vendo uma quebra de paradigma, não é mesmo? Globais interpretando gays, lésbicas, relações incestuosas? Sem dúvida é um avanço, à passos de formiga, mas é um avanço. Mas não pense que isso se deu tranquilamente, foi um caminho ” tortuoso e perene”, além da temática, que por si só já gera controvérsia, “Do Começo ao Fim” enfrentou mais um problema: a resistência por parte de possíveis investidores em apoiar o filme.

Orçado em R$ 1,2 milhões, o longa só conseguiu até agora dois patrocinadores privados – um deu R$ 100 mil, e outro, R$ 200 mil. Nenhum dos dois investidores quis aparecer e Abranches teve até que tirar dinheiro do próprio bolso para concluir sua nova produção.

A julgar pelas imagens do teaser de divulgação e do trailer, na relação dos irmãos Francisco e Thomás,  o tema polêmico é apresentado de forma leve, mas não superficial.  A fotografia do filme também é linda, feita por Ueli Steiger, que tem no currículo filmes como ” O patriota”,  ” O dia depois de amanhã”, entre outros.  O filme estréia nos cinemas brasileiros  dias 27 de Novembro.

Como promoção de lançamento você pode ajudar a escolher o cartaz de  do filme,  os atores até fizeram um vídeo defendendo o seu favorito. Já adianto que eu amei o cartaz 2, na minha opinião tem muito mais a ver, até pela linguagem imagética de desconstrução.  Quem quiser participa, ok?

1

2

Assista o vídeo explicando como participar da escolha.

Boys for Lunch!

Setembro 29, 2009

jennifersbody

Receita de bolo pra um filme de terror típico: um monstro, aberração ou demônio + facas, foices, serras elétricas, tesouras e afins +  adolescentes, sempre muito burros, dae morrem primeiro as meninas que nunca aguentam correr, só sabem gritar, na maioria são loiras com peitão e quase nada de cérebro.

Agora imagine um filme, onde o “monstro” é a Megan Fox, que foi sacrificada injustamente pela banda do personagem de Adam Brody, que faz um pacto com diabo para conseguir lançar um CD.(que dificuldade, não?)  Então, ela acaba sendo possuída por um demônio, uma vez que não era virgem como pensavam, e acaba tendo que se alimentar de sangue humano, então decide matar garotos para se satisfazer. Uma ótima escolha, não acham?

O filme tá super comentado por diversas razões, primeiro por ser o mais novo trabalho de Diablo Cody, pra quem não sabe ela ganhou o Oscar pelo roreito de Juno. Seguindo porque Jennifer além de comer garotos, literalmente, nada pelada no rio gelado e ainda dá uns pega n’as amiga. Há pouco tempo atrás Megan Fox comentou que poderia talvez ficar com meninas. A louca disse em entrevista que só pegaria uma mulher que nunca tivesse se relacionado com homens antes.Alguém pode explicar?Ninguém entendeu também.  Pois é, dae tem a cena do beijo entre ela e a Amanda Seyfried (isso mesmo, a loirinha chatinha que fez Mamma Mia). A cena já tá disponpivel no Youtube pra quem quiser uma prévia.

“Não tenho nenhum problema quanto a ser bissexual, mas, ao mesmo tempo, sou um pouco hipócrita. Não me relacionaria com uma menina que tenha dormido com homens. Ir para a cama com eles é uma coisa tão suja, que ficaria com nojo”

O filme estréia aqui no Brasil dia 23 de outubro mas com certeza já tem pra baixar na internet, eu nem tive o trabalho de procurar pra não ficar tentada, quero ter o prazer de ver esse filme no cinema.

Só uma coisa, poderia ter uma sessão só pra meninas né, não é querendo segmentar não, mas tenho certeza que 90% da primeira leva que for assistir esse filme vai ser composta de nerds. só um comentário. hehe

Fofura!

Julho 3, 2009

Eu queria que o post de inauguração do 3FP fosse suuuper interessante ou engraçado, mas não estou nos meus dias mais criativos.#FAIL. Daí, para me inspirar, resolvi fazer meu percurso diário visitando diversos sites e blogs que costumo acompanhar com uma certa assiduidade. Não achei algo bombástico para postar, mas uma matéria que saiu no site da After Ellen que me deixou no mínimo curiosa.  Vou traduzir uns trechos e re-postar aqui, e no fim coloco os créditos e endereço para quem quiser ler na integra.

Quem não se lembra da velhinha-mendiga-caridosa que alimentava os pombos no Central Park no filme daquela criança insuportável, Esqueceram de Mim 2?

Então gente, ela se chama Brenda Fricker é uma fofa, e lésbica. No filme, vamos deixar bem claro. Ela vai fazer um  filme  sobre um casalzinho fofo de lésbicas da terceira idade que decidem se mandar de um asilo e pegar a estrada rumo ao Canadá. E olha que lindo e pungente, elas vão fugir para se casar, após 30 anos juntas, antes que uma delas passe dessa pra melhor. Não é lindo e comovente? Já sinto as lágrimas. A outra velhinha fofa, que podia ser sua vó, chama-se Olympia Dukakis, e pasmem, ambas são atrizes vencedoras de Oscar. Fricker recebeu o premio em 1989 no filme Meu pé Esquerdo (My left foot) baseado na biografia de Christy Brown e Dukakis recebeu o Oscar e também o Globo de Ouro e um BAFTA em 1987 pelo filme  Feitiço da Lua (Moonstruck). O filme começa a ser rodado esse mês e vai se chamar CloudBurst. Muitos estão dizendo por aí que o filme não passa de uma isca para o Oscar por tratar de um assunto  pós-proposição 8 (projeto de lei que pretende banir casamento gay na Califórnia e que será votado em novembro), já outros pensam que um filme de velhinhas-sapas não vai dar lucro, pois pensam que um tipo de filme com um casal lésbico só é rentável se apelar para um público direto, masculino. Pffff. Sem comentários né gente!

Foi o mesmo que disseram de BrokeBack  Mountain, na pré-produção todo mundo desacreditado e depois:OSCAR. Néam?

Mas tirando Oscar, devemos ficar muito felizes por mais um filme que nos ajudará bastante na questão da visibilidade. Ainda mais com velhinhas, pra abordar o assunto sob um outro ângulo, o mesmo que já aconteceu com aquele outro filme fantástico (e fica aqui como dica) mais conhecido entre nós como A BÍBLIA – Desejo Proibido (If this walls could talk). Então, vamos esperar por esse filme torcendo pra ele sair bem rápido. E no trailler aquela voz cavernosa que já conhecemos de tantos traillers, dizendo: “Duas lésbicas idosas, sentadas em uma árvore. B-E-I-J-A-N-D-O-S-E. Primeiro vem o amor, depois o casamento. Uma jornada onde o que importa é a felicidade.” Hahahaha. Esperaremos ansiosas!

fonte: http://www.afterellen.com/blog/stuntdouble/olympia-dukakis-and-brenda-fricker-play-elderly-lesbians-in-love (Matéria Original)

Foto das gatinhas velhinhas

gente, tá de smoking? Fricker você tá prontinha pra interpretar uma dyke!

gente, tá de smoking? Fricker você tá prontinha pra interpretar uma dyke!

Dukakis, jaquetão de couro ein!! tb tá prontinha pra ser uma dyke no cinema

Dukakis, jaquetão de couro ein!! tb tá prontinha pra ser uma dyke no cinema