Archive for Março, 2012

O tal do currículo lésbico

Março 13, 2012

Bom, é preciso contextualizar pra depois não me acusarem de ter tomado doses excessivas de moralina.
Mesmo que muitas neguem, há uma prática bastante encorajada entre as lésbicas: pedir referências. Claro, todas querem se prevenir pra não entrar numa “cilada, Bino”.

Você está em um bar e acaba de conhecer a fofa, a primeira coisa que tenta descobrir é o currículo lésbico – quem foi a ultima namorada, ficante, rolo e por aí vai. Nessa hora vale correr ao banheiro e mandar sms prazamiga, pesquisar o nome no Google, tentar investigar o Facebook, afinal as redes sociais estão aí pra isso – dar spoiler e estragar toda conquista. Que levante 3 dedos quem nunca stalkeou na vida.

Mesmo que você queira jogar com a sorte, feitas as apresentações o que vem em seguida? Seria interessante perguntar o que a fofa gosta de fazer pra se divertir, ou com o que ela trabalha, se gostaria de mais um drink, certo? Errado. Isso é insignificante e você pode deixar pra depois, assuma! Como uma boa lésbica você tá se roendo pra saber o por quê de você nunca ter visto ela antes em nenhuma balada e com quem ela já namorou ou dormiu.

Afinal descobrimos que ser lésbica é quase uma profissão (que praticamos com muito orgulho) e que o currículo com  as experiências profissionais conta muito. Pode-se perder uma vaga e também dispensar uma candidata só de saber quem é ela naquele enorme (insira aqui bastante ironia) fluxograma lésbico que chamamos carinhosamente de “quem já pegou quem”. Os motivos para a dispensa são vários, não preciso nem citar.

Naturalmente existem dykes que não são tão neuróticas como a maioria e conseguem desapegar desse processo todo e curtir a balada, podendo depois estender as coisas ou não. Mas são poucas as que conseguem viu, a grande maioria segue o padrão dessa “neurose saudável”, se é que podemos chamar assim.

Se cabe aqui minha opinião, ainda que todo esse protocolo me favoreça no futuro sempre odiei spoilers. Acredito que, dependendo da situação, podemos oferecer o benefício da dúvida, mesmo que seja apenas para provar um ponto. A surpresa sempre virá, boa ou ruim, resta saber do seu ânimo e disponibilidade para esperá-la. O que me incomoda nisso tudo é as vezes não poder nem tentar, isso sim é decepcionante.

Anúncios

Lip Service – 2ª temporada

Março 12, 2012

Save the date, dykes! Depois de quase 2 anos de espera já temos uma data de estreia da segunda temporada de Lip Service. A série será transmitida no Brasil pelo canal Max HD a partir do dia 2 de julho em 8 episódios. Pela promo que já está circulando parece que a Frankie tentou mas não conseguiu.

Nessa temporada serão apresentadas duas novas personagens que, honestamente, por fotos não me comoveram. Vamos ver o que vem por aí.

O que esperar de Snow White.

Março 7, 2012

Não sei se todas acompanharam mas já estão disponíveis dois trailers do filme Snow White and the Hunstman, que traz nossa querida Kristen Stew no papel de uma Branca de Neve nada convencional.

Chega de Bela Swan né gente, Branca de Neve de armadura e machadão é muito mais interessante!

O filme tem estreia marcada nos EUA para 1º de junho. Estamos no aguardo.

O site Omelete disponibilizou muitas screenshots do filme que valem a pena conferir.

 

Novo Trailer versão extended.

Lesbro – você está fazendo isso errado

Março 5, 2012


Contrariando todas as advertências de Valerie Solanas ainda acredito que é possível construir uma amizade “edificante” com os garotos heterossexuais. Mas… em alguns casos é preciso ter um pouco de paciência, haja visto que a novidade pode trazer aos mais entusiasmados pequenas doses de confusão.

Não pretendo com esse post enaltecer as vantagens de se ter uma lésbica como amiga ou, indo mais longe, diminuir de qualquer maneira a capacidade de heterossexuais em manter um relacionamento saudável com uma lésbica. Pelo contrário, gostaria de jogar luz sob algumas situações recorrentes que podem ser bem desagradáveis e gerar um certo desconforto.

Do começo, segundo o Urban Dictionary existe uma nova classe por aí: os Lesbros, como o próprio nome diz é o brother dazamiga dyke. Um lesbro é uma pessoa querida que respeita, tem boa convivência e é partidário das lésbicas. Confesso que durante esses 14 anos de lesbianice conheci poucos, mas eles existem.

Bom, mas pra ganhar realmente a estrelinha de Lesbro é preciso ter em mente alguns pontos importantes que escrevo a seguir. Lembrando que são apenas dicas para melhorar ainda mais esse tipo de relacionamento.

Querido Lesbro, sua amiga curte mulheres mas isso não quer dizer que você deve tratá-la como seu amigão. Papos que contenham temas como “peitinhos gostosinhos”, “bundinha apetitosa” e adjacências… bom, melhor evitar. E se você discute esses tópicos com teus amigos homens, essa é a hora de você começar a se referir às mulheres de maneira mais apropriada. É preciso lembrar que as lésbicas só são lésbicas porque, antes de tudo, são mulheres e ficar ouvindo esse tipo de coisa não é só desnecessário como revoltante.

Outra coisa que vocês devem se lembrar é que tapas nas costas, brincadeiras de socar e jogar no chão devem ser evitadas por motivos óbvios. Assim como desvios de comportamento, como arrotos e outras coisas mais, em qualquer relação de amizade que se preze não devem ser encorajados. Tudo vai depender do nível de intimidade que vocês construirem.

Sua amiga lésbica não é um guia universal de como entender as mulheres. Ok, problemas de relacionamento existem entre todos os tipos de casais mas não é porque agora você tem uma amiga dyke que você finalmente vai começar a ter dicas exatas de como se dar bem. Desapegue dessa ideia.

E para finalizar é preciso que se tenha muito claro em mente que não importa o quão fofo, carinhoso, respeitador e querido você seja, uma amizade com uma lésbica não vai garantir que no futuro talvez você consiga fazer sexo com ela ou aumentar as suas chances de fazer sexo com outras lésbicas. Se você tiver isso em mente ao começar uma amizade com uma lésbica, você está fazendo isso errado.

Bright Side…

Março 1, 2012

Com certeza tinha lá suas vantagens ser lésbica no século 18, 19.

Com esse post inicio os trabalhos do 3fingers em 2012. Estive ausente nos últimos meses por conta de finalizar um projeto importante na minha vida profissional.

Agora estou de volta e espero que isso seja uma boa notícia para as milhares de mulheres lindas que acessam meu blog todos os dias.

Att.

BD