Nick, Norah, rock e gays descomplicados

O filme é lindo, o livro é lindo (thanx Leandro!) e a trilha é linda!

Eu to falando do filme “Nick and Norah’s infinit playlist” (no Brasil Nick e Norah – uma noite de amor e música). Contando um pouco do filme, claro sem dar spoiler,  Nick é um garoto hétero, baixista de uma banda gay, super sensível que sofre por conta de uma piriguete pegadora.  A banda é boa, mas não tem bateria e ainda sofre o eterno dilema da escolha de um bom nome, que os represente.

O que eu acho interessante nesse  filme é como ele  trabalha a questão de gênero de  maneira muito natural (que no livro é ainda mais explorada), para começo de conversa é um banda de indie rock totalmente gay. Muito bom isso! Pra sair dessa máxima de que as bees só curtem “bate cabelo”, eu mesma conheço várias bichas rockers. Sem desconsiderar as outras, mas são meus favoritos. Até pelo fato da afinidade musical.

Eles são lindos, felizes e descomplicados, enquanto quem carrega o fracasso e o sofrimento do filme, com todas as desilusões e desencontros são os héteros. Difícil ver filmes que colocam os gays assim, não é mesmo? Em filme sobre cotidiano, relacionamentos, os gays estão sempre levando a pior, ou na melhor das hipóteses se dão bem só no final.

Na saga atrás de uma banda, que se apresentará em um lugar secreto, os relacionamentos vão se desenrolando pelas ruas de NY, inclusive é um ótimo roteiro de lugares alternativos para se visitar por lá.  Michael Cera representando muito bem ele mesmo, como sempre vemos em todos os filmes (hahaha), e alguém que vocês meninas podem ficar de olho daqui pra frente, Kat Dennings, responsável por várias frases hilárias do filme, na minha opinião, promete!

Recomendo esse filme pro fim de semana, o livro também, e a trilha pra vida toda. rs

Dá pra ouvir a trilha aqui.

E essa é uma das minhas cenas favoritas do filme, que mostra bem o que falei aí em cima.

Anúncios

Etiquetas: , , ,

2 Respostas to “Nick, Norah, rock e gays descomplicados”

  1. Leandro Says:

    Hey, anytime.

    Mas pode ir desencostando da Kat Dennings. Já não basta a Kirsten Stewart, não? Deixa a menina, cara.

  2. Bárbara Deister Says:

    e vc já tá de olho tb né Leandro! fica vc pra lá com sua Kate Winslet e me deixa com a Kat! hahaha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: